2018.01.08

A total inércia do Ministério da Saúde perante as revindicações dos médicos é inaceitável e prova a ausência de interesse em parar com a degradação e desmantelamento do SNS. Os médicos, que sempre foram um parceiro importante na criação e manutenção de um SNS com qualidade, chegaram a um ponto de tolerância zero!

Após a greve muito expressiva, de 8 de Novembro, não houve qualquer indício de contraproposta negocial, limitando-se o Ministério da Saúde a persistir num mutismo incompreensível!
A Comissão Executiva da FNAM reunida a 5 de Janeiro reitera as exigências feitas em comunicado no dia 8 de Novembro de 2017 (anexo):

Anexos:
Fazer download deste ficheiro (comunicado.pdf)Comunicado[ ]15 kB

2012.08.16

FNAM recorre aos tribunais

Anexos:
Fazer download deste ficheiro (niFNAM20120814.pdf)Nota à Imprensa[ ]66 kB

2012.07.14

“Nota”  que resultou da reunião realizada no dia 13-07-2012 entre o Ministério da Saúde o Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional dos Médicos.

Subscreva a nossa newsletter
Termos e Condições
Sindicato dos Médicos da Zona Centro - Rua de Tomar nº 5, 3000-401 Coimbra
Copyright © 2018 SMZC - Todos os direitos reservados.

Por favor, publique módulos na posição offcanvas.