Informação aos Sócios

Greve dos Médicos - 10 e 11 de Maio

5

 

Pré-aviso Greve dos Médicos - 10 e 11 de Maio

2017.05.06

Anexos:
Arquivo
Fazer download deste arquivo (avisopreviogrevemaio2017.pdf)pré-aviso
 

Informação Jurídica do SMZC n.º 1/2017

ASSÉDIO NO LOCAL DE TRABALHO

Numa altura em que surgem notícias preocupantes e queixas cada vez mais frequentes sobre o assédio moral no local de trabalho, o Sindicato dos Médicos da Zona Centro toma a iniciativa de, pelo presente guia, informar e sensibilizar os seus associados sobre este fenómeno.

Pretendemos, a título preventivo, que os nossos associados conheçam os seus direitos e garantias e que imediatamente nos informem caso entendam que são ou estão a ser vítimas de assédio moral ou sexual no local de trabalho.

Continuar...
 

Convocatória Assembleia Geral Ordinária

29 de Março de 2017 (18h30)

Ao abrigo da alínea c) do artigo 58.º e artigo 61.º dos Estatutos do Sindicato dos Médicos da Zona Centro, convoco a Assembleia-Geral Ordinária para o dia 29 de Março de 2017 pelas 18h30, na sede do Sindicato dos Médicos da Zona Centro com a seguinte Ordem de Trabalhos:


1. Informações;
2. Apresentação, discussão e votação do Relatório e Contas da Direcção (ano de 2016) e o respectivo Parecer da Comissão Fiscalizadora e Reguladora de Conflitos;
3. Apresentação da proposta do Plano de Actividades e Orçamento da Direcção para o ano de 2017.

Coimbra, 13 de Março de 2017

O PRESIDENTE DA MESA DA ASSEMBLEIA-GERAL
(João Alfredo Carvalho Pinto de Sá, Dr.)

Nota 1: Se na hora marcada não estiverem presentes metade dos sócios, a Assembleia iniciará os seus trabalhos (n.º 2 do Artigo 62.º) meia hora depois.

 

Comunicado da Federação Nacional dos Médicos

2017.03.04

BASTA!

A FNAM tem vindo a alertar em sucessivas ocasiões para a crónica incapacidade do Ministério da Saúde em definir e implementar soluções concretas para os delicados e urgentes problemas que se colocam aos profissionais de saúde, em particular aos médicos, e à própria viabilidade e sustentação do SNS.

Nas últimas semanas, o Ministério da Saúde decidiu enveredar pelo confronto directo com as organizações sindicais médicas ao publicar legislação sem respeitar a obrigatoriedade legal e constitucional em proceder à sua prévia negociação, bem como ao desrespeito pelos compromissos negociais assumidos.

A publicação, ontem, do DL nº25/2017 relativo à Lei de Execução Orçamental, constitui um acto de má-fé negocial e que espezinha todos os compromissos negociais que já tinham sido assumidos quanto à reposição legal do pagamento do trabalho extraordinário.

Estes factos assumem uma extrema gravidade e a não serem imediatamente corrigidos impõem a adopção inadiável de enérgicas medidas de contestação reivindicativa.

Nesse sentido, o Conselho Nacional da FNAM aprovou hoje o desencadeamento imediato de contactos com o SIM e com outras organizações médicas com vista à convergência de formas de luta.

Os médicos saberão responder, como noutros momentos difíceis, a esta situação intolerável.

Coimbra, 04 de Março de 2017
O Conselho Nacional da FNAM

 
Pág. 4 de 40